terça-feira, 3 de março de 2009

GERAÇÃO CLONAZEPAM (OU SIMPLESMENTE GERAÇÃO RIVOTRIL)

















A edição n­º­ 562 da Revista Época (páginas 58 à 61) trouxe uma chocante matéria intitulada “O país do Rivotril®”



Nessa matéria a revista retratou e relatou a busca desenfreada de muitas pessoas por esse ansiolítico, colocando-o no segundo lugar no ranking dos remédios mais vendidos, perdendo apenas para um anticoncepcional.



A matéria relata que pessoas que sofrem de ansiedade e depressão são as mais usuárias desse medicamento de tarja preta, enquanto lia me assustava com declarações,como a de uma senhora que afirmou já está conformada em depender do remédio para sempre.Interessante que o vice-presidente da Associação Brasileira de Psiquiatria,afirma que o ansiolítico pode acalmar,atenuar a ansiedade,mas pode estar escondendo(na matéria a expressão é mascarar) quadros mais graves.



As pesquisas revelaram que muitas pessoas usam o medicamento apenas para facilitar a solução de problemas cotidianos, ou seja, é mais fácil medicar-se do que enfrentar as batalhas diárias.
Os riscos da tranquilidade em comprimidos foram mostrados na matéria e a lauda termina com um pensamento inteligente:



“Para vencer a ansiedade não basta recorrer a algumas gotinhas de Rivotril a cada crise. É preciso reorganizar a vida”



Também foi usada uma frase de Sigmund Freud que afirmava que a ansiedade era o sintoma de algo que não este bem resolvido interiormente.



Agora pensemos o que faz alguém usar um medicamento sem a necessidade?Ou porque alguém se torna dependente de uma droga anticonvulsivante se a mesma não tem convulsões?



Embora pareçam perguntas diferentes as respostas estão intercaladas, pois primeiramente é para o que ou para quem lançamos nossas ansiedades, Jesus fez um convite em Mateus 11:28 “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei”.O apóstolo Pedro entendendo isso recomendou:
lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós”. 1 Pedro 5:7



A segunda consideração também é necessário usar a bíblia sagrada para responder, o sábio em Provérbios 24:10 afirmou: “Se te mostras fraco no dia da angústia, a tua força é pequena”.


O que isso significa? Que precisamos encarar os desafios de frente e não escondermo-nos atrás de algumas gotas ou comprimidos antidepressivos.



É preciso lutar com todas as forças e não entregar-se a depressão e aos males desse século XXI.


Mas você me diz: Eu estou sem força.


Eu te respondo: Você ainda não conhece o seu Deus.
“mas o povo que conhecer ao seu Deus se tornará forte, e fará proezas”. Dn. 11:32b



A hora que o povo realmente conhecer ao Deus Todo- Poderoso, veremos um GERAÇÃO VENCEDORA.


Deus a todos abençoe


Simplesmente Anderson Bravo

2014 "o Que Deus tem ninguém tem; e o que Deus tem vem para minha mão"

2014 "o Que Deus tem ninguém tem; e o que Deus tem vem para minha mão"

Anderson & Lyon

Anderson & Lyon