quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

O QUE AS MÁSCARAS NÃO CONSEGUIRAM ESCONDER

No final do carnaval as fantasias e as máscaras voltam para os armários e algumas são literalmente jogadas fora, a vida aos poucos volta ao normal, pois os trios elétricos, os blocos e as escolas de samba, saem de cena e volta nossa boa e velha rotina.



Para muitos o período do carnaval deveria ser mais longo, alguns foliões afirmam que festa deveria durar mais, pois durante esse momento para muitas pessoas as fantasias e principalmente as máscaras servem de esconderijo para aqueles que tentam fugir de suas realidades. Mas as máscaras carnavalescas por mais assustadoras ou divertidas que sejam elas não conseguem escondem algumas realidades do nosso viver.


As máscaras não conseguem esconder o drama de algumas famílias que já no início desse ano perderam seus entes queridos, alguns de morte súbita e outros em tragédias sem explicação.


As máscaras não conseguem esconder a dor de um pai ou uma mãe que vê seu filho envolvido nas drogas, ou de famílias destruídas pelo álcool e a violência.


As máscaras não conseguem esconder a realidade de uma nação mergulhada na idolatria, na prostituição e de uma tentativa de transformar em algo normal a relação de pessoas do mesmo sexo.


As máscaras não conseguem esconder as muitas notícias de corrupção envolvendo os políticos de nosso país, e embora estejamos vendo nos noticiários algumas prisões ainda falta muito para atingirmos o alto escalão que infelizmente está mergulhado na podridão da corrupção.


As máscaras não conseguem esconder municípios que não investem em urbanização, segurança, saúde, educação, mas usam parte de suas verbas para patrocinar escolas de samba que não trazem nenhum tipo de benefícios para sua cidade.


Resumindo (pois há muitas outras coisas que as máscaras não conseguem esconder), é tempo de voltarmos à realidade, mais um carnaval chega ao seu fim, e o que vale agora não é se sua escola ganhou ou perdeu, se você viajou ou não, pois na vida real não usamos máscaras, mas a “cara limpa”, e de cara limpa não podemos nos esconder.


Deus a todos abençoe


Simplesmente Anderson Bravo.

2014 "o Que Deus tem ninguém tem; e o que Deus tem vem para minha mão"

2014 "o Que Deus tem ninguém tem; e o que Deus tem vem para minha mão"

Anderson & Lyon

Anderson & Lyon