sexta-feira, 28 de agosto de 2009

ESSE É O NOSSO CONGRESSO NACIONAL


Marcelo Crivella e Mão Santa tropeçam em palavras.


O senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), na tribuna do Senado, defendia o governo na decisão de compra de submarinos. Encerrou seu discurso dizendo que a própria Bíblia recomenda: “Se queres a paz, prepara-te para a guerra.” E enfatizou:- Está na Bíblia!


Assim que desceu da tribuna, o senador Mão Santa (PMDB-PI), que presidia a sessão corrigiu:- Ô, Crivella, não está na Bíblia, não. Quem disse isto foi Mcnamara, um general americano.


Crivella ficou sem graça.


Na verdade, a frase é a tradução de um ditado latino cunhado pelo Império Romano: Se vis pacem para bellum. Teria sido escrita pelo autor romano Publius Flavius Vegetius Renatus.


Mcnamara pode ter citado - certamente citou - mas não é o autor, como parece pensar o Mão Santa. E não consta que está na Bíblia. Ambos os senadores, portanto, não estavam certos.

Fonte: ClicRBS /
Gospel+Via: Notícias Cristãs
Se eles não conhecem um pouquinho de história,você acha que eles entendem de Brasil?
MISERICÓRDIA!!!!
Deus a todos abençoe
Simplesmente Anderson Bravo

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

A UM VOTO DE SE TORNAR SODOMA E GOMORRA



Sempre me orgulhei de ser carioca,mesmo quando alguém de outro estado brasileiro tentava menosprezar minha cidade sempre a defendi.

Ainda que falem da violência ou das "favelas,para mim o Rio é o lugar mais belo do Brasil,e olha que conheço um pouco de Brasil e de Europa,a cidade realmente é maravilhosa.


Mas hoje algo me deixou muito triste,meu coração despedaçou de forma forte quando li uma matéria que informa que o Rio de Janeiro disputa com outras cinco cidades o título de melhor destino gay do mundo.Isso além de me entristecer,me enoja,ainda usem a boa desculpa que a presença de um público homossexual rende muito dinheiro para a cidade, gera empregos, aumenta a arrecadação de impostos e a distribuição da renda,isso em nenhum momento substitui os valores da família.

Estamos a um passo de nos tornar uma nova Sodoma e Gomorra,para quem não conhece essa verdadeira história bíblica,essas cidades foram destruídas por Deus com fogo e enxofre descido do céu. As razões?

Essas cidades estavam mergulhadas na promiscuidade e homossexualidade exarcebada,isso provocou a ira de Deus que criou macho e fêmea.

Todos sabem que o amor de Deus é grandioso para com o pecador,mas o Eterno odeia o pecado,principalmente,quando isso é feito de forma ofensiva.

Eu oro,para que nessa competição o Rio perca e lavada.

Para os que vão me atacar dizendo que sou "careta" ou "retrograda",minha fala é simples:

Deus não errou em sua criação.

Não quero perder o orgulho que tenho de ser carioca,quero poder dizer sem nenhuma vergonha que sou do Rio de Janeiro,uma cidade linda,maravilhosa e que conserva as directrizes da família.

O Rio de Janeiro não precisa de um prémio desse,precisamos sim, de mais segurança,mais hospitais funcionando,melhores transportes públicos,e outras coisas que os governos estaduais e municipais e até o federal poderiam fazer por nossa cidade.Esse prémio só sujará mais ainda a imagem da cidade que corre o risco de se chamar Cidade Gomorra ou Cidade Sodoma.

Deus a todos abençoe.

Simplesmente Anderson Bravo







quinta-feira, 13 de agosto de 2009

LI,GOSTEI E RECOMENDO

Não é nenhuma literatura cristã, ou “evangélica”, mas com certeza A Cabana é um dos melhores livros que já li, nos últimos anos.
Fui de sobre modo impactado com a coragem que o autor Willian P.Young, traz a baile nessa emocionante ficção, questões que a humanidade tem a respeito de Deus, e Young teve ainda maior coragem em respondê-las de forma simples, mas de uma profundidade tremenda, como ele mesmo diz em um dos capítulos:

“Deus não precisa provocar tragédias para realizar seus propósitos, mas Ele as utiliza para realizar um bem maior”

Ler A Cabana é emocionante, palpitante, intrigante, fascinante, mas acima de tudo é responsável, pois a humanidade precisa de resposta, que eu confesso que às vezes em minhas pregações não as respondo, e creio que o Eterno permite homens como Willian para escrever livros como esses para que de alguma forma a humanidade saiba que há um Deus zeloso e amoroso.
Em nenhum momento esse livro fala de se seguir a igreja A ou B, ou de se ter um líder religioso, ou que a religião é a certa e a outra é errada, mas vemos e lemos nas páginas dessa emocionante história a importância de se perceber a presença de Deus nos mínimos detalhes.


Sei que há uma pouca mistura de filosofias e falsas doutrinas, mas o que de fato essa obra trata é das mazelas da humanidade, que cobram de Deus uma ação justa, mas que por sua vez não querem um verdadeiro compromisso com Ele.


“Ser um seguidor de Jesus não significa tentar “ser como Jesus”, significa matar sua independência “(texto extraído do livro), não é uma grande verdade o que o Cristo nos ensinou?

Então, disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz e siga-me”; (Mateus 16:24).

Meu conselho é que você se permita a ver o amor de Deus de uma forma diferente da habitual.Gostei do Livro e recomendo

Deus a todos Abençoe

Simplesmente Anderson Bravo
Ps.: Sei que já havia muito tempo que não postava, é falta de tempo mesmo.






2014 "o Que Deus tem ninguém tem; e o que Deus tem vem para minha mão"

2014 "o Que Deus tem ninguém tem; e o que Deus tem vem para minha mão"

Anderson & Lyon

Anderson & Lyon